Últimas Resenhas

Resenha | A Canção do Súcubo - Richelle Mead

26 junho 2020

Título: A Canção do Súcubo
Titulo OriginalSuccubus Blues
Autor: Richelle Mead
Editora: Essência
Número de Paginas: 299
Onde comprar: Amazon


Sinopse:

Quando se fala de empregos no inferno, ser um Súcubo parece bastante glamuroso. Uma garota pode ser qualquer coisa que ela quiser, o guarda-roupa é de matar e homens mortais farão qualquer coisa por apenas um toque. Claro, eles geralmente pagam com suas almas, mas por que ser tão técnico?

Mas a vida da Súcubo de Seattle Georgina Kincaid é muito menos exótica. Seu chefe é um demônio de médio escalão com uma queda por filmes do John Cusack. Seus melhores amigos imortais (ou melhores amigas …) ainda não pararam de provocá-la por causa da vez em que ela se transformou na Deusa Demônio, completa, com chicote e asas.

E ela não consegue ter um encontro decente sem sugar parte da vida do cara. Ao menos ela tem seu emprego diário em uma livraria local – livros de graça; Todos os mochas de chocolate branco que ela conseguir tomar; e acesso fácil ao sexy escritor de bestsellers, Seth Mortensen, aka Aquele por Quem Ela Daria Tudo Para Tocar mas Não Pode.

Mas os sonhos sobre Seth vão ter que esperar. Algo estranho está acontecendo no submundo demônio de Seattle. E, dessa vez, todos os seus charmes e cantadas de cair morto não vão ajudá-la porque Georgina está para descobrir que há algumas criaturas que tanto Céu quanto o Inferno querem negar…
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Richelle Mead é uma autora bem conhecida por várias de suas séries e essa daqui também não é diferente, tanto que a conheci por indicação de amigas e pensei porque não?! Estava lá paradinho na estante há um tempinho (vulgo anos) e eu nunca me interessei em pegar para ler, mas parece que chegou a hora dele. 

Assim que comecei a leitura fui me empolgando porque adoro livros com essa pegada sobrenatural com mocinhas independentes e cheias de atitudes, sim podemos descrever a Georgina desse jeitinho, mas ela também possui muitos outros atributos e dentre eles está que ela é um súcubo (um tipo de demônio que retira a força vital de suas vítimas através de relações sexuais), mas que tenta levar uma vida normal, ou na medida do possível visto que ela possui amigos tão peculiares quanto ela. 

A Canção do Súcubo tem todos os elementos para que o leitor tenha uma leitura para lá de fascinante como seres imortais, vampiros, duendes, demônios entre muitos seres que sempre aguçam a curiosidade, porém não foi bem isso que eu encontrei, quer dizer na verdade tem tudo isso e muito mais, no entanto a minha empolgação não foi muito longe e vi lendo a força uma história que não era nada do que tinha imaginado. 

No começo eu consegui gostar da Georgina e de seu relacionamento com os outros personagens, mas no decorrer a autora foi dando mais destaques para a vida cotidiana (nos mínimos detalhes, o que no começo foi bacana porque a personagem trabalha numa livraria, mas depois...) e não para a outra vida dela, sim eu pensava que ela poderia ser como um super-herói e ir trabalhar normalmente de dia e a noite combater o crime... ou algo do tipo. 

O romance entre a Georgina e o Seth, o autor de livros por quem ela é loucamente apaixonada, mas que por motivos óbvios de poder matá-lo se tiver um envolvimento com ele, me deu uma agonia enorme porque ela é cheia de princípios sobre não fazer as pessoas que não tem culpa de nada e fica sempre pensando e se ... 

Aí eu me lembrei que a Richelle é uma das autoras que u tenho amor e ódio! Sim, eu li A filha da Tempestade e achei bem promissor (aguardando o lançamento dos outros volumes da série) e li a Academia de Vampiros que todo mundo falou super bem e eu comprei a série toda mas empanquei no primeiro e não sai até hoje. 

Como esse foi um dos livros que eu coloquei no desafio e estava triste por não ter tido tempo de ler, devo dizer que ainda bem que não tinha lido porque esse foi um desafio e quando fui ver os comentários sobre ele no skoob, só tem comentários elogiando o que me faz pensar que o problema foi comigo e não com a história em si. Quem sabe futuramente eu não leia de novo e pense diferente, pois acho que deu para perceber que não houve muitos destaques para mim durante a leitura. 

E aí? Você já leu? Me conta o que achou? 
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse! Este espaço é seu!

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário de Contato

Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre! =)