Últimas Resenhas

Resenha | Em casa para o Natal - Cally Taylor

24 dezembro 2018

Título: Em casa para o Natal
Titulo Original Home for Christmas
AutorCally Taylor 
Editora: Bertrand Brasil
Número de Paginas: 350


Sinopse:

Ela tem a vida quase perfeita. Seu único desgosto é nunca ter ouvido as três palavras mágicas: eu amo você. Assim como em seu primeiro livro, O céu vai ter que esperar!, Cally Taylor, no divertido Em casa para o Natal, une com maestria romance e comédia, mas, desta vez, com uma diferença: na época mais especial do ano, o Natal. Quando lançado na Grã-Bretanha, fez enorme sucesso, figurando nas principais listas de mais vendidos.

Beth Prince sempre adorou contos de fadas e acredita que está prestes a viver um final feliz: tem o emprego dos sonhos em um charmoso cinema independente e um namorado maravilhoso chamado Aiden. Ela faz parte de um grupo privilegiado de pessoas que trabalha com o que ama, e o entusiasmo pelos filmes intensifica a busca por seu próprio “felizes para sempre”. Só há um problema: nenhum homem jamais declarou seu amor por ela. E, apesar de acreditar que Aiden é o príncipe encantado, a protagonista desconfia de que ele tem medo de dizer “eu amo você”. Desesperada para escutar essas palavras mágicas pela primeira vez, ela resolve assumir as rédeas do destino — e acaba se arrependendo.

Com Em Casa Para o Natal, Cally Taylor brinda o leitor com uma deliciosa comédia romântica que tem como pano de fundo o espetacular universo do cinema e os tempos festivos do Natal.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Em clima de Natal, sim porque no fim de ano sempre aparece vários filmes com essa temática, mas eu nunca tinha visto um livro que se passasse exclusivamente nessa época e eis que eu encontrei Em casa para o Natal da autora Cally Taylor, esse livro já foi lançado a um tempinho pela Bertrand, porém lá estava eu passeando pela livraria e encontrei ele dando sopa e comprei! :D 

Beth Prince é uma garota romântica que cresceu lendo contos de fadas e espera, tipo para ontem, ter o seu grande romance e viver o felizes para sempre com o seu grande amor, como as mocinhas dos livros (quem nunca?!). Após alguns namorados que eram mais sapos do que príncipes ela acaba descobrindo que na vida real não é tão fácil assim viver essa fantasia, até porque mesmo o tão esperado Eu te amo tá difícil de rolar.  

Mas ela não desanima e deposita suas fichas em Aiden seu príncipe atual, mas essa esperança parece ser em vão, pois quando finalmente vai se declarar e dizer o "Eu te amo", ele simplesmente termina o relacionamento, e como coisas ruins vem em pacotes ela acaba descobrindo que vão fechar o cinema no qual ela trabalha! E é assim que Matt entra em sua vida!

Matt é um cara lindo e charmoso, que tem apenas um defeito, ok, na verdade vários e um deles ser o portador da bomba sobre o fechamento do cinema e a construção de um mais moderno sem se importar com a história e tudo que o cinema representa para a comunidade. Assim como Bet, Matt não teve muita sorte no amor, pois várias de suas ex-namoradas se queixavam que ele sempre arrumava um desculpa para fugir de compromisso. 

Em casa para o Natal é um daqueles livros que tem uma bela capa e uma sinopse interessante, mas sinceramente fiquei esperando o tcham da história que infelizmente não chegou, mas isso não quer dizer que a leitura não é agradável, principalmente se você encontra uma protagonista que é tão desastrada quanto você, e sim eu não consegui sorrir com as tragedias que aconteceram com a Beth, porque na verdade eu estava sofrendo de vergonha alheia a leitura quase toda, começando quando ela e Matt se conhecem. #vergonhaalheiamodeon  

Beth fica sempre naquela "ninguém me ama, ninguém me quer" que me deixou um tanto frustrada, enquanto Matt mesmo com todos os seus defeitos e uma missão que eu não desejo a ninguém, sim, pois ele sempre tenta fazer a coisa certa e acaba em confusão, não importando quão boa sejam as suas intenções.

O livro em si não é bem natalino, como eu esperava, sabe tipos aqueles filmes de sessão da tarde que passam no natal, mas enfim tem algumas passagens que dá pra se salvar. Quanto ao romance em si demora um pouco para desenrolar e quando chega é tão suave que você fica imaginando se realmente é amor ou não, e como sempre só acontece lá para o final do livro.

Um romance bem água com açúcar para você relaxar e rir da tragédia da vida dos outros ou não, porque eu não sei vocês, eu já passei por situações parecidas e não achei nada engraçado,rsrs.
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse! Este espaço é seu!

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário de Contato

Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre! =)