Últimas Resenhas

Resenha | A Corte de Luz – Richelle Mead

20 março 2018

Título: A Corte de Luz 
Título Original: The Glittering Court
Autor Richelle Mead
Editora: Outro Planeta
Número de Paginas: 400
Exemplar cedido pela Editora para Resenha


Sinopse: 

Elizabeth, condessa de Rothford, foi condenada a um casamento arranjado com um rico – e entediante – comerciante de cevada. Pra fugir desse destino, a garota assume a identidade de uma de suas criadas e foge em uma carruagem em direção à floresta de Adoria.

Lá, Elizabeth, que agora atende por Adelaide, é acolhida na Corte de Luz, uma espécie de internato que capacita jovens de baixa renda e as transforma em verdadeiras damas da sociedade.

A condessa disfarçada de serviçal sai-se muito bem nas atividades da escola e, em pouco tempo, chama a atenção de Cedric, o filho do dono do lugar.

Uma poderosa atração nasce entre Cedric e a misteriosa Adelaide, colocando não só o disfarce da garota em risco, mas também um grande segredo que o rapaz procura esconder a todo custo.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Richelle Mead é uma escritora maravilhosa e isso muitas pessoas já sabem, eu já li alguns livros dela e gostei muito da escrita, então assim que eu vi mais um livro dela eu não pensei duas vezes e cai na leitura.

A Corte de Luz é o primeiro volume da série The Glittering Court e nele nos conhecemos Elizabeth, a condessa de Rothford, que foi criada pela avó após seus pais falecerem e assim ela se tornou responsável por tudo o "legado" deles, isso inclui tanto os bens quanto as dívidas, o que torna imprescindível que ela se case o mais rápido possível se quiser salvar alguma coisa desse "legado."

O casamento em sim não seria nenhum problema se não fosse o noivo, um produtor de cevada muito rico, mas que não tem título nenhum e de quebra tem uma coceira sem fim que dá agonia só de pensar!  Mas eis que quando uma porta se fecha Deus sempre abre uma janela, que por mais irônico que se pareça parece ser o mais certo a se fazer do que sofrer esse trágico destino.

Elizabeth tendo que cortar gastos deve dispensar a maioria de seus servos, o que leva Cedric a sua casa para convidar suas belas servas para a Corte de Luz e quem sabe assim arranjar casamentos para elas e dar-lhes uma boa vida lá! E assim a ideia se formou na cabeça da jovem e ela partiu nessa aventura sem olhar para trás!

A Corte de Luz tem uma capa maravilhosa e uma sinopse bem instigante que faz com que você queira passar ele na frente de todos os outros livros da fila, eu sei que furar a fila é muito feio no entanto foi o que eu fiz, e meu Deus como me arrependo!

A história começa muito bem você se vê cercado por todo o brilho e charme da Elite, claro que também tem muita bajulação e falsidade e o jogo de egos é maçante demais para acompanhar, sim nem eu imagina algo do tipo, mas eis que começamos a engajar na leitura e ... bam... estanca de novo!

Elisabeth é linda, charmosa, rica e bem influente, mas está passando por um momento delicado, pois ela tem o título mas não tem a riqueza, e precisa urgentemente corrigir isso se não quiser se tornar uma pária em sua sociedade, mas a correção não é lá tão atraente e ela se vê sem saída, ou podemos dizer que a saída foi a melhor para ela e não para os outros. Ela passa a se chamar Adelaide (nome de sua serva) e vai para a Corte de Luz, onde as meninas são treinadas para serem damas.

Cedric é um rapaz que "esconde" sua identidade também, mas você desconfia logo do que se trata então não tem tanto mistério assim. O romance entre eles também não lá um romance, sim eu senti falta da química, sabe!

Confesso que eu parei a leitura varias vezes e deixei o livro quieto de volta na estante, e li outros pra ver se arejava a cabeça, pois a história não me encantou como deveria e eu ficava incomodada com os personagens e com o ritmo da leitura pois você lia dez linhas e parecia que já tinha lido dez páginas e quando para piorar quando percebia que estava no mesmo capítulo e quase não sai do canto e nada de emocionante acontecia, sim eu me senti assim, e por isso para mim foi difícil terminar essa leitura!

Richelle Mead pode ser uma ótima autora, mas devo dizer que essa nova série não me agradou, e sinceramente não sei se vou ter animo de ler os outros volumes dela, mas quem sabe os próximos ela não mude umas coisinhas que tornem a história mais atraente.
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse! Este espaço é seu!

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário de Contato

Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre! =)