24 janeiro 2014

A Rosa do Inverno - Patrícia Cabot


Título: A Rosa do Inverno
Título Original: Where roses grow wild
Autor: Patrícia Cabot
Editora: Essência
Número de Paginas: 414

Sinopse: 

Acostumado a conseguir qualquer mulher, Lord Edward Rawlings enlouquece com a sensualidade de Pegeen, que estava longe de ser a tia solteirona que ele havia imaginado. Mas Pegeen não está disposta a fazer mais concessões além de mudar-se, pelo bem de seu sobrinho, para a mansão dos Rawlings na Inglaterra.

No entanto, ao chegar lá, ela logo percebe o risco que corre. Sempre movida pela razão, Pegeen sente que dessa vez seu coração está tomando as rédeas. Ela pode resistir ao dinheiro e ao status, mas conseguirá resistir a Edward?

A Rosa do Inverno é um romance leve, com boa dose de romantismo, forte aroma de sensualidade e uma pitada de suspense. Fala de paixão arrebatadora e indevida, de destino e escolha. Mas, sobretudo, é uma história que acende o debate sobre a condição feminina, o papel, os desejos, os temores da mulher. Ao confrontar o instinto de se entregar a um homem e a decisão de manter a independência, a Patricia Cabot faz do livro um espelho dos dilemas femininos. 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Olá meus queridos!!!

A resenha dessa sexta é sobre um livro que amo de paixão, um dos meus favoritos quando o assunto é livro histórico, e principalmente se tratando de Meg Cabot (Sim, mesmo com o Pseudônimo de Patrícia, a Cabot é uma pessoa só e eu sou fanática pelos livros dela, sejam estes, livros adultos ou não.) 

A rosa do inverno foi o segundo livro que eu li da autora, já li e reli, e gosto muito da sua história. Trata-se de uma história de humor, amor e descobertas misteriosas. Esse romance se passa no condado de Yorkshire, Inglaterra de 1860, na qual conta a vida de uma garota de 21 anos chamada Peggeen MacDougal. Uma jovem que perdeu os pais muito cedo, e que apesar da situação precária em que vive, é determinada e não se deixa abater por qualquer coisa, embora muito nova, desde sempre aprendeu a ter responsabilidades, inclusive a de cuidar de seu sobrinho após ter sido abandonado pela mãe quando nasceu. 

Já no oposto do cenário, no reinado da Inglaterra, temos o lord Edward Rawlings, um homem de seus 30 e pouco anos, maduro, bonito e sagaz, que fica perplexo ao saber que seu trono de duque não pertence mais a ele, pois descobriu que antes do seu irmão morrer, ele deixou um filho e o menino vive em condições paupérrimas sob os cuidados de uma tia que vive longe dos arredores do seu palácio. O que o deixa irritado é que sabendo agora que o seu irmão deixou um herdeiro, a jovem criança é quem deve ficar com o seu posto e Edward tem a responsabilidade de ter que resgatá-lo.

Em meio a essa reviravolta, o lord não se contenta ainda mais com a situação já que o garoto pôs a condição de ir morar com ele só se a sua tia fosse junto, o que Edward pensa ser uma tarefa além de difícil, deve ser uma situação extremamente chata ter que conviver com uma coroa mal amada e uma criança levada. 

Só que tudo muda de figura quando Ed vai à casa do sobrinho e conhece a sua tia, pois ela não tem nada de velha e nem muito menos rabugenta. 

O lord fica encantado com a jovem e faz questão de levá-la para morar em sua mansão, mas isso é uma tarefa árdua já que Pegeen se recusa a ir e o garoto só vai se for com ela. O que com um tempo Edward vai amolecendo o coração da teimosa moça e a convence de fazer a mudança, assim ambos vão iniciando um romance bonito e muuuuuuito avassalador.

Com a mudança de vida, a senhorita MacDougal se vê em uma situação difícil ao descobrir algo que compromete a sua vida e a do seu sobrinho, é aí que o ápice da história faz com o que leitor se interesse ainda mais pelo livro e não sossegue até terminar.

Esse romance é para aqueles que além de apreciarem uma ótima história de estilo de vida e valores de épocas antigas, é também para os que adoram um bom romance HOT, pois quem já conhece as características literárias de Cabot, ela se supera nos detalhes e na riqueza das palavras se tratando de amor. Afff...enfim, esse é um livro pra não “botar defeito”. 

Para “A rosa do Inverno” eu daria até mil estrelas se fosse possível.

Recomendadíssimo!!! *_*

4 comentários:

  1. Eu sou apaixonada pelos livros da Meg, mas, este tem um lugar mais que especial no meu coração <3' Esse romance adulto dela é tão fofo que é pra ninguém botar defeito! E, assim como você, daria umas mil estrelas na leitura! ótima resenha ^^

    Beijos!
    Polly - Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida Polly *_*
      Pois é menina, os livros da Cabot são demais, esse é um dos meus favoritos, com certeza é de soltar muitos suspiros rsrs.
      Obrigada por ter gostado da resenha, espero que continue acompanhando o blog.
      Bjãaao lindona *_*

      Excluir
  2. Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!

    Eu sabia que você ia resenhar um de Meg "Patricia" Cabot *.*

    Esse livro é otimo, fofo, mara... enfim foi um dos primeiros históricos dela que eu li ^.^

    Pra mim ele só perde para Aprendendo a Seduzir =P

    =*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é amiga, vc sabe o quanto sou fã dela, aliás, SOMOS neh??? rsrs
      Espero que tenha gostado da resenha.
      Também gosto de "Aprendendo a seduzir", o livro é ótimo, porém, ainda prefiro "A rosa do Inverno", esse é mais que demais!!!!! <3 <3

      Excluir

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse! Este espaço é seu!

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário de Contato

Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre! =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Dicas de Livros - 2017. Todos os direitos reservados.
Layout feito por: Rafaela Regis.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo