11 setembro 2017

Clichê - Carol Dias

Título: Clichê
Titulo Original: Clichê
Autor: Carol Dias
Editora: Ler Editorial
Número de Paginas: 282

Sinopse: 

Marina Duarte está no vermelho. Dona de dupla graduação nas melhores faculdades públicas do Rio de Janeiro, seu sonho de construir a vida nos States não está funcionando.

Decidiu se mudar para ficar perto da tia, sua única família, mas a crise não está ajudando em nada sua carreira.

Sem saber como pagar as contas do próximo mês, Marina aceita uma vaga de babá na mansão da família Manning. Ela só não podia imaginar que sua vida mudaria completamente, apenas por conhecer duas crianças e um chefe viúvo e gato, maravilhoso, cheiroso e gostoso , que precisa urgentemente de sua ajuda.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Clichê da autora Carol Dias era um daqueles livros que eu vi no Wattpad, mas que dei a sorte de só estar a amostra grátis,mas que a autora conseguiu publicar!#paraanossaalegria. Então desde esse dia eu ficava num pé e noutro : compro ou não compro, mas eis que para a minha sorte o livro entrou em oferta no Kindle da Samsung e eu consegui compra-lo sem custo nenhum!

Claro que eu fiquei super feliz porque eu estava louca para lê-lo não apenas pela capa fofa, ou até o título que já diz quase tudo, mas sim para descobrir pelo que a personagem passou que deu o título do livro. Então vamos lá!

Marina Duarte está numa situação difícil de sua vida, tendo perdido seus pais, ela resolve ir morar nos Estados Unidos para ficar perto da tia, que é a única família que lhe resta, porém chegando lá nada é um mar de rosas, desde seu "apertamento" até o seu trabalho numa das filiais da Starbucks. Sim e a Marina já diz logo no comecinho do livro que se você pensa que morar nos Estados Unidos é maravilhoso, repense um pouco, pois ela com duas graduaçãoes foi para lá para trabalhar em uma cafeteria.

Mas para a sorte dela, ela acaba demitida da cafeteria e quando começa a ver as contas atrasadas e sua conta no vermelho acaba recorrendo a tia que a indicada para uma vaga de babá, a qual ela vai correndo e torcendo para que de tudo certo. E dá tão certo que como dizem os mais velhos: o resto é história!

Em Clichê como o nome já diz: tudo é um clichê! Mocinha que vai tentar a vida fora, que passa uns apertos e acaba trabalhando para ganhar a vida deu uma forma inesperada e se apaixona pelo chefe, que logicamente é um sonho de consumo, e vivem felizes para sempre! Sim é isso que nós encontramos aqui, mas claro que já era esperado, porém eu estava esperando algo mais, sabe. 

Como quando a gente lê aquele chick-lit cheio de situações absurdas que dá vergonha alheia, ou aquele romance fofo que te faz querer entrar no livro e roubar o bofe para você, ou até mesmo quando a história termina e você fica com gostinho de quero mais! 

E não sei se foi eu que fui com muita sede ao pote ou com altas expectativas, mas confesso que fiquei frustrada pois tudo dá muito certo muito rápido, e as coisas que eram para ficar mais lentas num piscar de olhos se resolvem, não tem um drama, não tem uma rival, não tem nada impactante e o que falar da química do casal, mais do tipo pá pum eu quero você comigo e pronto.

Marina é uma mocinha bacana tem ótimas intenções e tal, mas ela parece querer resolver os problemas do mundo num estalar de dedos e pronto, tudo rosa novamente. Killian Manning, o chefe gato dela, acabou de perder a esposa e tem dois filhos pequenos para cuidar, uma empresa com várias filiais, uma casa para gerir, e sem falar na família dele, mas parece que está sempre tudo bem e os estresses que ocorrem são resolvidos mais rápidos ainda.

O que falar das crianças, que começam sendo a principal preocupação de Marina, como era de ser, e no decorrer da história eles vão perdendo um pouco o "protagonismo", só o garotinho continua ganhando destaque porque ele tem as suas birras com ela ainda. Uma coisa que me incomodou foi o caso da tia Norma, mesmo que a Marina não tenha telefone, por ser sua única família e que segundo ela a tia é como uma mãe, porque não aparece mais na história? Eu realmente não entendi isso.

O romance entre Marina e Killian tem um começo até fofo, mas do nada já acontecem várias coisas que faz você voltar umas páginas e reler para ver se não perdeu nada porque tudo acontece bem rapidinho, mas bem rapidinho mesmo! E para não dizer que não tem vilã nessa história, temos o irmão dele, que é apelidado de Mimadinho Manning e a mãe dele, que é uma esnobe total, mas como só aparece quase no fim do livro não dá nem para sentir  gostinho.

Clichê não é um livro ruim, mas também não é daqueles que eu leria novamente, a história é leve, tem seus momentos de humor, e os personagens são cativantes, porém o desenrolar da história não me empolgou muito não. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse! Este espaço é seu!

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário de Contato

Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre! =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Dicas de Livros - 2017. Todos os direitos reservados.
Layout feito por: Rafaela Regis.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo