Quando eu era Joe - Keren David


TítuloQuando eu era Joe
Título Original: When I was Joe
Autor: Keren David
Editora: Novo Conceito
Número de Paginas: 318

Imagine o que é perder, em uma única noite, sua casa, seus amigos, Como é possível viver mentindo sobre todas as coisas? Sua escola e até mesmo o seu nome. Aos 14 anos, Ty presencia um crime bárbaro num parque de Londres. A partir desse momento, tudo muda para ele: a polícia o inclui no programa de proteção à testemunha, e Ty é obrigado a assumir uma vida diferente, em outra cidade. O menino ingênuo, tímido, que costumava ser a sombra do amigo Arron, matricula-se na nova escola como Joe... E Joe não poderia ser mais diferente de Ty: faz sucesso com as meninas, torna-se um corredor famoso... Joe é tão popular que acaba incomodando os encrenqueiros da escola. Ser Joe é bem melhor do que ser Ty. Mas, logo agora, quando ele finalmente parece ter se encaixado no mundo, os atentados e ameaças de morte contra sua família o obrigam a viver no anonimato, em fuga constante e sob a pressão de prestar depoimentos sobre uma noite que ele gostaria de esquecer. Um livro – de tirar o fôlego! – sobre coragem e sobre o peso das consequências do que fazemos.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Olá meu queridos leitores!!!! 

Já estava com saudade de vocês, já que semana passada me dei ao luxo de passar o meu aniversário sem resenhar, nesta semana estou de volta para falar sobre um livro que é simplesmente fantástico, o “Quando eu era Joe”, primogênito da autora Keren David, lançado mês passado pela Novo Conceito. 

De início destaco aqui a minha euforia, pois esse livro me surpreendeu, primeiro que sendo este escrito por uma mulher, foi muito bem narrado em primeira pessoa por um personagem masculino. A história em si também contribuiu para que eu me entusiasmasse, visto que não costumo ler romances na qual os personagens principais são retratados pela ala masculina (nada contra, é só o meu estilo literário que é um pouco feminista demais, porém, as vezes é bom mudar os horizontes e eu estou adorando essa ideia rs). 

Então, sem mais delongas vamos logo ao que interessa. Quem é Joe? Ou melhor, quem é Tyler Lewis?. Sim, são dois é um só, meio confuso isso não?, pois é, iremos por partes. Ty assim chamado, é um garoto de apenas 14 anos que vive em seu mundinho normal, jovem sonhador que mora em Londres com a mãe Nikki, é um menino reservadíssimo, o nerd caladão que só fala quando é preciso e na hora em que lhe é de seu interesse. Após presenciar a cena de um crime violento em um parque e por ser a peça chave que poderia desvendar esse mistério que cerca o caso, ele acaba sendo perseguido e se torna o alvo da polícia para investigações, o que o faz fugir da cidade com a mãe, obrigando-o a tornar-se uma outra pessoa, com outro nome, outra fisionomia e um outro estilo de vida totalmente diferente do que era antes, tornando assim um novo rapaz, o desinibido Joe. 

O novo rapaz Joe, é totalmente diferente de Ty, começando pela fisionomia. Com cabelos negros, olhos escuros, estilo de roupa diferente e sempre andando de capuz, esse é o seu perfeito disfarce para não chamar atenção aonde quer que passe. Porém, nada disso subestima a sua nova vida, com novos aspectos e personalidade diferente, Joe se vê tentado a ser realmente outra pessoa. 

Ao se mudar para uma nova cidade e frequentar um novo colégio, Joe faz novas amizades e consegue ter um comportamento diferente e uma atenção que não esperava. Ele se torna um atleta profissional e é o sucesso entre as mulheres da escola, começando pela garota mais popular, a impetuosa Ashley, na qual ele se interessa de imediato. 

No desenvolver da história, Joe acaba se interessando por uma outra garota, Claire, a menina que era alvo de bullying, por ter um comportamento estranho, sendo isolada e esquisitona. E ao tentar ajudá-la de traumas íntimos, Joe acaba se apaixonando por ela, o que prejudica ainda mais a sua nova vida, já que ele revela o seu segredo a ela, pondo-a em grande risco. 

Com toda essa reviravolta, Joe se vê obrigado a tomar decisões em que jamais imaginava se deparar, entre a razão e emoção vive uma vida a qual não lhe pertence, tentando todos os dias ser uma pessoa que não é, (apesar de preferir ser o outro). Deixou para trás familiares, amigos e um crime pela qual irá persegui-lo eternamente até ele contar o que viu naquela noite, noite esta que nunca irá esquecer e que assombra os seus sonhos todos os dias. 

Uma história de tirar o fôlego e de prender toda a sua atenção, assim como prendeu a minha. “Quando eu era Joe” não acaba por aí, por ser uma série, ainda terá alguns outros volumes pela frente, continuando com “Quase verdade” que ainda não se tem o prazo de lançamento previsto, mas que já está tirando o sono de quem leu o primeiro da série. 

Vale a pena conferir!

3 comentários:

  1. Poxa!!! Coitado do Ty!

    Realmente tem coisas que acontecem na vida de uma pessoa que vira tudo de ponta cabeça T__T

    Perai... é mais uma série é?? Fala sério?? Minha noossa senhora dos bookaholics lisos, assim não dá pra ser feliz não =(

    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, tadinho mesmo, ele sofre bastante = /

      Então Rafa, é mais uma série, e logo eu heim que fico eufórica com essas séries, elas fazem questão de demorar horrores pra lançar ¬¬ affff = /

      Mas essa vale a pena, é ótima!!!! = )

      Excluir

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse! Este espaço é seu!

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário de Contato

Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre! =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...